Transforme seus Sonhos em Realidade

7 Lições inspiradoras de Empreendedores de Sucesso 

Adriano Lira para o site PEGN      quinta-feira, 20 de julho de 2017

Compartilhe esta página com seus amigos

7 Lições inspiradoras de Empreendedores de Sucesso 

(Foto: Julia Yazbek) José Renato Hopf, da Getnet 

 

No evento Day1, realizado pela  Endeavor Brasil, em parceria com o Sebrae, diversos empreendedores falaram sobre seu "Day1" – o dia que eles consideram o "ponto de virada para o sucesso de seus negócios.
Nesse evento eles compartilham um pouco de suas trajetórias, contando as experiencias que passaram no incio de suas jornadas no empreendedorismo.

 

Confira alguns dos ensinamentos dos empreendedores:

 

 

1. Empreender é realizar mais que seus sonhos


Pianista reconhecido mundialmente, João Carlos Martins enfrentou uma série de acidentes que impossibilitaram que ele prosseguisse sua carreira. Como alternativa, virou maestro.

 

Comanda ainda a Orquestra Bachiana Jovem, composta por jovens carentes. Martins afirma que sempre fez o possível para realizar seu sonho de ser músico, mas que acabou ajudando mais gente com seu desejo. "Corri atrás dos meus sonhos e hoje realizo os sonhos de crianças por meio da música."

 

 

2. Ponha a alma no seu trabalho
Carlos e Noeli Bazzanella comandam a Doce D'ocê, uma empresa especializada em comida ultracongelada que fabrica mil toneladas de alimentos por mês.

 

No entanto, antes de conquistarem o sucesso, sofreram bastante. "Viramos noites e mais noites. Até devemos para um agiota em um momento de nossas vidas. Mas percebemos que valeu a pena o esforço. E que colocar a nossa alma no trabalho fez com que chegássemos aonde estamos", diz Noeli.

 

 

3. Aplique o "tripé" no seu negócio


Para José Renato Hopf, fundador da Getnet, empresa que vende soluções de pagamentos para estabelecimentos comerciais, há um "tripé" que foi imprescindível para o sucesso de seu negócio.

 

Ele é composto pela capacidade de planejar e executar um sonho, formar equipes engajadas e vencedoras e contar com a ajuda de um investidor comprometido com a expansão da empresa - no caso da Getnet, o Santander, que comprou a startup em 2014 por R$ 1,1 bilhão.

 

 

4. Se é difícil ser líder, continuar no topo é mais difícil ainda


Pedro Lima foi o responsável por transformar a marca de café Nossa Senhora de Fátima, após mudanças de posicionamento e aquisições, no Grupo 3 Corações, que é líder de mercado no Brasil e faturou R$ 3,6 bilhões no ano passado.

 

Para Lima, chegar ao topo é complicado, mas se manter na liderança é mais difícil. "A liderança é efêmera. Amanhã posso levar um tombo. Para que isso não ocorra, faço tudo que posso para oferecer o melhor a meus clientes e a todos que participam da nossa cadeia de produção", diz.

 

 

5. Não existe sonho impossível


Caio Bonatto, da Tecverde, empresa que usa blocos pré-fabricados de madeira para ter obras mais rápidas e sustentáveis, chegou até a ser figurante de um filme dos “Power Rangers” na Nova Zelândia antes de empreender.

 

Começou em um cubículo, praticamente sem dinheiro. “No entanto, com muito trabalho e uma dose de sorte, consegui criar um negócio inovador. E percebi que não há sonhos impossíveis."

 

 

6. Faça o que você sabe


A argentina Paola Carosella teve o seu "Day1" há quatro anos. Na época, infeliz com os rumos que levava o Arturito, restaurante que coordenava com outros sete sócios, decidiu mudar. Arriscou. Pegou R$ 2 milhões emprestados no banco e comprou a parte de todos os seus antigos parceiros. Deu certo.

 

Dois anos depois, criou o La Guapa, especializado em empanadas, e também é jurada do programa gastronômico Masterchef. "Fiz o que sei fazer. Cozinhei e trabalhei muito", afirma.

 

 

7. Paixão pelas relações


Luiz Seabra é o fundador da Natura. Ele estruturou sua empresa sobretudo nas vendas diretas. No total, a Natura tem 1,8 milhão de consultoras na América Latina.

 

Para Seabra, o empoderamento das consultoras foi essencial para o sucesso da empresa. "Na Natura, temos paixão pelas relações com os nossos colaboradores, consultores e clientes. São esses laços que fazem uma empresa forte", afirma.

 

 

Por Adriano Lira para o site PEGN

 

 

Gostou desse conteúdo ? Receba outros artigos, deixe seu E-Mail. Vamos lhe Enviar os Melhores Conteúdos!

Comentários



curso mudança de paradgimas 1.0

Recomendados para Você:


E-Mail