Lei da Atração - O Segredo para Transformar seus Sonhos em Realidade

mudança de paradigmas, como superar doenças, como mudar de realidade, como superar a depressão 

marcos trombetta, raquell menezes , ellainne ourives , wallace lima , rodrigo  vitorino 

dale carnegie , rhonda byrne, napoleon hill , joseph murphy , livro o segredo, filme o segredo, desenvolvimeto pessoal, como superar a pobresa 

Brasil ocupa a 98ª posição em ranking global de empreendedorismo

Por DCI      quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Compartilhe esta página com seus amigos

brasil um pais empreendedor Fonte/Imagem: DCI - A2 Fotografia/Bruno S

 

 

País manteve o mesmo lugar da edição anterior em levantamento do Gedi; Chile é destaque entre os vizinhos. 

SÃO PAULO - O Brasil se manteve na 98ª colocação no ranking mundial de empreendedorismo Global Entrepreneurship Index (GEI). Levando em conta a tendência de crescimento do País, a edição 2018 do estudo aponta que níveis mais altos de empreendedorismo deveriam ser atingidos.

O levantamento, promovido pela organização The Global Entrepreneurship and Development Institute (Gedi), com sede em Washington, EUA, mensurou o ecossistema empreendedor de 137 países. Apesar de cair uma posição em relação ao ano passado, o Chile é o destaque na América do Sul, na 19ª posição.

Entre os 14 pilares analisados na pesquisa estão fatores como capital humano, competitividade e internacionalização. Em um recorte somente com 24 países da América Central, do Sul e Caribe, os dois itens mais bem avaliados são inovações de produtos e habilidade das startups.

Entre os países vizinhos, o Chile é o melhor ranqueado e a Venezuela a pior, na 126ª posição. O principal programa de apoio do governo chileno ao empreendedorismo é o Startup Chile, que incentiva as empresas nascentes com ciclos de incubação e aceleração com duração entre três e doze meses.

Os líderes do GEI são, pela ordem, Estados Unidos, Suiça, Canadá, Reino Unido e Austrália. Irã e Bulgária se destacaram como as nações que mais ganharam posições em relação ao ano passado, saltando 13 colocações.

Considerando os 137 países, houve uma melhora de 3% nas notas em relação ao ano passado. O levantamento aponta que esse crescimento pode acrescentar US$ 7 trilhões à economia mundial, porque o apoio ao empreendedorismo é positivo para a atividade econômica de forma geral.

 

Veja o ranking completo

 

Fonte: Raphael Ferreira para o site  DCI

 

Tags: Empreendedorismo , Desenvolvimento Pessoal, Superação Profissional 

 

Comentários



curso mudança de paradgimas 1.0

Recomendados para Você:


E-Mail


Parceiros :


GeraLinks - Agregador de links

Trends Tops Agregador de Links